Transição de carreira: será que chegou a hora de mudar?

Mudar de carreira pode ser uma desafio e assustar em um primeiro momento. Mas sempre vale a pena arriscar e tentar coisas novas.

Ultimamente, muito tem se falado a respeito do tema de transição de carreira, da busca por mais realização profissional e também por encontrar uma área que realmente traga mais satisfação pessoal.

Existem muitos fatores que podem levar a essa insatisfação e que não podem, de maneira nenhuma, serem deixados de lado, afinal, é da sua felicidade que estamos falando.

Pensando no crescente debate a respeito desse tema, decidimos tratar sobre esse assunto hoje e dar algumas dicas para ajudar quem está passando por esse processo.

Então, para ver todos os detalhes, continue a leitura e aproveite! 

O que é a transição de carreira

Como o próprio nome já sugere, a transição de carreira é o ato de mudar de área profissional ou ramo de atuação profissional.

Muitas pessoas acabam entrando no mercado em uma oportunidade que recebem e vão ficando por anos e anos na mesma profissão.

Além disso, muitos escolhem a área que desejam atuar muito cedo, logo ao sair do ensino médio. Então, cursam a faculdade e se colocam no mercado de trabalho.

Conforme os anos vão passando e o amadurecimento do pensamento, esse gosto pode mudar e logo vem o sentimento de insatisfação.

Isso sem falar nas muitas pessoas que se deparam com uma realidade profissional que está muito longe do que foi idealizado.

Assim, a transição de carreira é justamente o processo de deixar para trás a carreira atual e fazer a transição para uma área que possa trazer mais satisfação, reconhecimento, qualidade de vida ou dinheiro mesmo. 

Será que é a hora de mudar?

Quando o assunto é a vida profissional, sempre existe muito medo e insegurança envolvidos. Isso porque, apesar da insatisfação, nem sempre é fácil deixar anos de atuação no passado e se aventurar por um novo mercado.

Infelizmente, muitas pessoas preferem não dar atenção aos sinais que indicam que realmente é o momento de fazer essa mudança.

Não existe uma receita de bolo que diga que é o momento de mudar de carreira. Contudo, se você está com esse questionamento em mente, já pode ser um forte sinal da sua insatisfação na carreira atual.

O que você precisa saber é que existe um universo de possibilidades ao seu alcance e que se você quer mudar, sempre há tempo!

Pode ser que você esteja insatisfeito com seu salário. Pode ser que não suporte mais realizar as tarefas inerentes da sua profissão. Pode ser que tenha descoberto recentemente um hobby que o deixa feliz e tem o potencial de virar um negócio lucrativo.

Talvez você não veja mais propósito no que faz, que se sente estagnado, que não veja boas perspectivas ou que sinta que está desperdiçando um talento.

É importante pensar também se essa insatisfação vem mesmo da área profissional. Às vezes, a vontade de transformação vem de algo muito mais íntimo e pessoal e não vai resolver mudar de área enquanto essa insatisfação não estiver resolvida internamente.

Entenda também que esse processo de transição de carreira pode requerer mais estudo, qualificação e dedicação, entre outros. Contudo, entenda que nada disso é motivo para desistir, pois não seria justo com você passar o resto da vida infeliz nesse aspecto tão importante da vida.

Você pode sim mudar de profissão aos 40, mudar de profissão aos 25 ou mudar de profissão aos 50. Você pode mudar de profissão já tendo um bom cargo, pode mudar se estiver começando, pode mudar quantas vezes achar necessário até encontrar o seu lugar no mundo.

Sendo assim, se você quer mesmo fazer essa transição, conheça algumas excelentes dicas que trazemos logo a seguir. 

Dicas para planejar uma transição de carreira tranquila

Agora que já chegamos até aqui e você está mesmo decidido a fazer uma transição de carreira, nada melhor do que conferir algumas dicas ótimas para planejar tudo e realizar o processo com toda a tranquilidade. Veja:

#1 – Mapeamento de oportunidades

Analise o mercado para entender quais são as oportunidades disponíveis na área que você deseja atuar. Procure vagas em aberto, contacte pessoas da área e também estude projeções do mercado.

A área de tecnologia, por exemplo, apresenta um dos maiores potenciais de crescimento do momento.

Caso vá abrir o próprio negócio, informe-se sobre os trâmites, taxas e documentos necessários para isso.

#2 – Arrume as finanças

Durante o processo de transição de carreira, pode ser que você fique um tempo sem uma renda fixa. Então, é bom estar preparado e ter alguma reserva para pagar as contas e viver durante o período.

Mais do que isso, no novo trabalho você pode começar com um cargo mais baixo e uma remuneração inferior ao que estava acostumado. Logo, é importante estar preparado para não sofrer com isso. 

#3 – Busque capacitação

Independentemente de você procurar um emprego com carteira assinada ou empreender por conta própria, estar devidamente capacitado é fundamental.

Faça cursos, se profissionalize e adquira o máximo de conhecimento que puder para entrar nesse novo mercado com o pé direito!

Para isso, claro, é muito importante se informar a respeito da qualificação que é exigida nessa sua nova área de atuação. Lembre-se que algumas áreas exigem formação específica e você precisa disso para ter bons resultados. 

#4 – Não tenha medo

Mudanças podem ser um tanto assustadoras, mas não tenha medo de buscar a realização profissional que você merece.

Nunca é tarde para fazer uma transição de carreira e claro, sentir receio é normal, porém não deixe que isso paralise você de maneira alguma.

O resultado que você tanto deseja está a apenas algumas decisões de você. Não subestime seu potencial de aprender algo novo, de desempenhar uma nova tarefa com excelência e de se realizar profissionalmente. 

Esperamos que esse artigo tenha ajudado você a fazer sua transição de carreira de uma maneira mais tranquila e desejamos toda a sorte nesse processo! 

Soft skills essenciais no mercado de tecnologia

Se você vai começar a planejar a sua transição de carreira para o mercado de TI, confira neste artigo que preparamos a respeito das SoftSkills: habilidades humanas essenciais no mercado de tecnologia.


Parcerias: Curso Desenvolvimento Web