Tecnologia e saúde mental: principais transtornos que acometem os profissionais de TI

A tecnologia tem tornado as pessoas mais ansiosas e gerado diversos transtornos

tecnologia e saude mental

É inegável as diversas mudanças que aconteceram nos últimos anos. Contudo, algo que ainda é pouco discutido é sobre a relação entre tecnologia e saúde mental.

O fato é que, especialmente depois da pandemia, muitas adaptações foram feitas no mercado de trabalho, sendo essas mudanças mais massivas nos setores relacionados à tecnologia.

Isso porque, claro, são setores onde as mudanças podem ser feitas mais facilmente, devido à flexibilidade que essa função permite.

Com isso, algumas dessas adaptações impactaram na qualidade de vida dos colaboradores, que estão cada vez mais sofrendo as consequências. A seguir, vamos falar mais sobre a saúde mental na área de TI? 

Profissionais de TI são os que mais apresentam transtornos psicológicos

Um levantamento realizado por uma plataforma de terapia online chamada Telavita, constatou que os profissionais da área de tecnologia, financeiro, comunicação e saúde foram os recordistas na busca por acompanhamento psicológico.

Ainda segundo o estudo, também são os que mais apresentam transtornos como depressão e ansiedade.

Claro que muito disso tem relação com o momento da pandemia e isolamento social que fragilizou muitas pessoas.

Contudo, o trabalho remoto também teve muita influência, lembrando que ele passou a ser adotado por inúmeras empresas mesmo após o término deste isolamento.

Outro dado muito importante, e que precisa ser levado em consideração, é que o Brasil tem a população com maior índice de ansiedade de toda a América Latina, segundo dados da OMS – Organização Mundial de Saúde.

A tecnologia é vilã ou amiga da saúde mental?

Primeiramente, é preciso deixar claro que a tecnologia é apenas uma ferramenta. Sendo assim, é o uso que se faz dela que poderá torná-la uma vilã ou uma amiga.

Pense em quantas coisas maravilhosas a tecnologia nos proporciona, como a possibilidade de viajar, falar com pessoas do outro lado do mundo, organizar a vida com aplicativos, trabalhar de qualquer lugar, pagar contas online e muito mais.

O que precisa ser avaliado é como essa tecnologia se faz presente e entender se você a usa ou se é ela que controla você.

Até mesmo conteúdos sobre saúde mental, mentorias e acompanhamento psicológico durante a pandemia só foram possíveis graças ao uso da tecnologia de videochamadas.

O mais importante é entender que saúde mental é um assunto que deve sim ser tratado, sem tabus e sem preconceitos. 

Tecnologia e saúde mental: Principais causas dos problemas 

De uma forma geral, as principais causas desses problemas provêm do esgotamento mental causado pelas altas demandas que são impostas aos colaboradores.

Com o afastamento físico e aumento do trabalho em home office, muitas cobranças passaram a se sobrepor e acumularam, levando a um esgotamento real e intenso.

Esse adoecimento psicológico precisa ser cuidado e tratado, tal como qualquer outra doença física, pois suas consequências podem ser seríssimas.

A Síndrome de Burnout, por exemplo, consiste no esgotamento decorrente do estresse crônico, levando à exaustão emocional, despersonalização, estafa e incapacidade de realizar as próprias tarefas diárias.

Outros transtornos bastante comuns causados pela tecnologia são estresse, ansiedade, depressão, falta de autoconfiança, dificuldade de concentração, perda de foco e outros.

Dicas para cuidar da saúde mental na área de TI

Como podemos observar, tecnologia e saúde mental caminham lado a lado e cabe a nós saber controlar o uso dessas ferramentas.

Além disso, não existe uma receita de bolo que se possa seguir para obter um resultado específico, mas tomar consciência que o excesso é algo sempre prejudicial já ajuda bastante.

Existem algumas dicas que podem ser bastante úteis para ajudar com essas questões. Vejamos a seguir: 

1 – Ajudar primeiro a si mesmo

Antes de tentar ajudar os outros, precisamos ajudar a nós mesmos antes. Dificilmente existirá algum trabalho totalmente livre de estresse, porém, ao notar que está sentindo-se sobrecarregado, é preciso pisar no freio.

Se possível, faça uma pequena pausa. Também tente delegar algumas funções.

Quando estiver bem novamente, proponha-se a ajudar, mantendo um canal de comunicação aberto com a equipe. 

2 – Converse sobre seus sentimentos

Sempre temos um bom amigo com quem podemos nos abrir e compartilhar os sentimentos mais difíceis com os quais lidamos.

Por mais que a pessoa não tenha nenhum conselho prático a oferecer, sempre que falamos sobre algo que nos incomoda também organizamos essa informação na nossa mente. Assim, lidamos melhor com ela. 

3 – Faça terapia

A terapia é uma das melhores formas de aprender a lidar com sobrecargas, definir prioridades e eliminar problemas desnecessários. Isso porque ela ajuda a aliviar sobrecargas e a tornar o raciocínio mais claro a respeito das questões e pessoas do seu dia a dia.

Quando você não carrega fardos desnecessários, fica muito mais disposto e aberto a lidar com os problemas do presente, que são os que realmente precisam de atenção. 

4 – Estipule limites

Definir quais são seus limites é algo essencial.  Primeiramente, entenda até que ponto o trabalho está previsto e quando ele passa do limite. Isso é válido também para os seus horários, caso você seja CLT.

Estabelecer os limites da sua relação trabalhista, tanto com superiores quanto com colegas é algo essencial para a sua saúde mental 

5 – Flexibilidade

O modelo híbrido atual tem as suas vantagens e isso não se pode negar. Portanto, a dica é também ser flexível em alguns aspectos, pois, muitas vezes, é preciso ceder para que tudo flua conforme o necessário. 

Prontinho, agora você já sabe mais sobre a saúde mental na área de Ti e tem ótimos dicas para lidar melhor com essa questão. 

Saúde mental no trabalho: o desafio que gestores não podem mais negligenciar

Gostou do nosso artigo sobre tecnologia e saúde mental? Você pode se aprofundar mais no tema conferindo o conteúdo que produzimos sobre o desafio que os gestores precisam se atentar a respeito do estresse no ambiente de trabalho


Parcerias: Curso React Direto ao Ponto