Salário de programador: saiba como negociar e crescer na profissão 

Quer saber como negociar seu salário de programador e crescer na profissão? Saiba o que fazer durante a conversa com o gestor.

salário de programador

Quem é da área de TI sabe como esse mercado está crescendo e quem busca uma boa colocação precisa aprender como negociar seu salário de programador.

Isso porque há uma grande quantidade de vagas disponíveis e nem sempre há um profissional devidamente qualificado para ocupá-la. É justamente esse déficit que permite ter um poder de negociação um pouco maior.

Contudo, claro, é preciso entender certos limites e agir sempre dentro da realidade para não arriscar perder a oportunidade de trabalho. 

Por isso, vamos dar algumas dicas a seguir que ajudarão você a ter os melhores resultados.

Por que você deveria negociar seu salário?

Na profissão de programador, diferentemente da maioria das categorias profissionais, não existe um salário base definido.

Logo, as possibilidades ficam bastante abertas a uma negociação.

Mais do que isso, o valor do salário pode variar muito de uma empresa para a outra, bem como de acordo com as habilidades exigidas, linguagens de programação, cidade, qualificação exigida e etc.

São muitas variantes em jogo, então, porque não aproveitar isso para negociar e chegar a um acordo salarial que seja mais vantajoso, não é mesmo?!

Lembre-se também que é preciso estudar muito e que essa é uma área na qual as inovações não param, portanto, é preciso estar sempre antenado. Tudo isso custa tempo e dinheiro também para o profissional, então, a exigência de conhecimentos deve se refletir na proposta de salário.

Dicas para negociar seu salário de programador

Agora que você já sabe por que deve negociar o seu salário de programador, vamos conhecer algumas dicas para que você consiga bons resultados, e saiba fazer isso da maneira correta:

1- Faça uma pesquisa de média salarial

Sim, é claro que você pode negociar seu salário de programador, mas é óbvio também que a sua proposta deve estar dentro da realidade para o seu cargo.

A melhor forma de fazer isso é conhecendo o mercado!

Então, considere que a média salarial irá variar de acordo com a cidade em que a empresa está, o tamanho dela, o seu setor de atuação, o tamanho da equipe e outros.

Não adianta nada perguntar ao amigo que trabalha em uma multinacional se você está se candidatando a um cargo em uma empresa regional, entende?

Olhar no LinkedIn e em outras empresas que divulgam vagas na área pode ser útil. Aqui na NewRiide mesmo um mural de vagas que você pode ver clicando AQUI.

2 – Conheça suas habilidades

Suas necessidades pessoais nunca devem ser o ponto de partida para negociar seu salário de desenvolvedor. O quanto você deve ou quando simplesmente acha que merece não contam muito nessa hora.

Por outro lado, considerar suas competências e suas experiências prévias é sempre uma boa medida. Isso porque você terá argumentos para demonstrar os benefícios que trará à empresa ao assumir o cargo.

Mesmo que você não tenha uma vaga em vista, já faça isso, com calma e tempo. Separe suas habilidades for soft-skills e hard-skills.

Seja sincero nessa situação, pois um erro pode comprometer a sua negociação e prejudicar o seu contracheque mensal.

3 – Defina uma faixa salarial aceitável para você 

Fazendo os dois passos anteriores, você conseguirá definir bem os valores que você deseja, mínimos e máximos. Assim, terá em mãos as ferramentas necessárias para uma boa negociação.

Para negociar, você precisa conhecer um termo que é o ZOPA (Zone Of Possible Agreement), isso é, a zona de um possível acordo. Ela é bastante usada quando se trata de negociar valores, dando mais maleabilidade para ambos os lados.

Consiste basicamente em definir um salário bruto que você gostaria de receber de acordo com as suas competências e um salário bruto mínimo que você aceitaria para ocupar aquele cargo.

Assim, você já começa o processo de seleção com foco nessa faixa salarial, podendo sempre tentar chegar ao melhor valor, claro.

Como se comportar na entrevista

Tendo seguido todas as dicas anteriores, vamos conferir como você deve agir na entrevista do processo de seleção para conseguir o resultado que espera:

Paciência

Não vá tocando nesse assunto da negociação salarial logo de cara, no primeiro contato, pois isso pega muito mal! 

Para conseguir bons resultados, é legal ser paciente e esperar o momento mais adequado para isso, que é quando você recebe a informação do salário.

Caso você não concorde, use esse momento para negociar e chegar ao esperado. 

Em muitas empresas de TI, o valor é definido pela faixa de senioridade, determinada através de um teste técnico. Não adianta almejar um valor mais elevado se você não tem o conhecimento técnico necessário.

Expectativas

Procure sempre deixar claro para o recrutador quais são as suas expectativas.

Informações que ajudam: intenção de assumir um cargo mais complexo ou de liderança, se há especialização em certa área e outros.

Faça uma contraproposta 

Nesse momento você apresenta os valores que acha que são adequados para você. Novamente é importante lembrar que o bom-senso é essencial.

Se o valor proposto estiver de acordo com o que você espera, avalie se é mesmo necessário negociar.

Considere o que já falamos anteriormente: zonas de salário desejadas, a média de salários do mercado e suas competências.

Mais do que isso, você pode ser muito competente em uma determinada área, mas se não for usar isso na vaga, pode ser que não justifique tentar elevar o valor do salário oferecido.

Apresente motivos reais

Ao apresentar um motivo, você está justificando o porquê acha que o valor deve ser mais alto. Isso mostra que não está sendo ganancioso e sim buscando a melhor forma de cumprir suas obrigações e objetivos.

Apresente motivos reais e coerentes e não invenções quaisquer.

Não se limite a objetivos financeiros

Ao negociar seu salário de programador, mostre que você tem interesse financeiro no cargo, claro, mas que o aprendizado, as oportunidades e a experiência que você conseguirá na empresa também contam muito para seu desenvolvimento. 

Linguagem de programação para se reinventar na área 

Prontinho, com essas dicas você já pode conseguir um ótimo resultado ao negociar o seu salário de programador ou desenvolvedor.

Gostou deste conteúdo? Que tal ler algo sobre como se reinventar na área de Ti em relação à Linguagens de Programação?


Parcerias: Curso React Direto ao Ponto