Turnover: 7 dicas para reduzir a rotatividade em sua empresa 

Embora nada seja permanente, a alta rotatividade na empresa requer avaliações

reduzir o turnover em sua empresa

Turnover é um termo muito utilizado entre os profissionais de recursos humanos, além de ser o verdadeiro terror das empresas.

Em outras palavras, ninguém quer perder talentos e ver em sua empresa uma alta rotatividade de pessoas. Além de prejudicar o andamento dos projetos, iniciar um novo processo seletivo gera custos e perda de tempo.

Ainda mais que a taxa de turnover acaba sendo um indicador de saúde organizacional. Sendo assim, quando uma empresa tem uma rotatividade alta, pode significar uma insatisfação sobre o ambiente de trabalho e a cultura organizacional.

E como mudar isso? Quer saber mais? Então confira a seguir algumas dicas para reduzir o turnover. 

O que é turnover? 

Turnover é um indicador que tem por objetivo calcular a rotatividade de uma organização durante um período. De certo modo, é visto como normal e saudável a mudança de pessoas, desde que não isso não ocorra em um período muito curto, acarretando assim em uma alta rotatividade.

Através da métrica dada pelo turnover, os gestores e a equipe de RH conseguem avaliar se o processo seletivo está sendo feito da forma correta, assim como ter uma ideia da cultura empresarial. 

Tipos de turnover 

  • Voluntário – quando a decisão de deixar a empresa parte do colaborador
  • Involuntário – quando a empresa é quem decide desligar o colaborador
  • Funcional – ocorre quando o funcionário que apresenta um desempenho ruim pede o desligamento, evitando prejuízos para a empresa
  • Disfuncional – esse tipo de turnover acontece quando um colaborador excelente e com ótimos resultados, decide sair. Esse indicador aponta dificuldades da empresa para reter talentos. 

Por que a rotatividade de pessoas é ruim?

Imagine que você conta com uma equipe redondinha, em que cada um desempenha um papel importante, levando a um resultado positivo com metas e bom desempenho, ok? Até que de repente você perde um colaborador, deixando a equipe que estava indo tão bem desfalcada.

Perder mão de obra é sempre ruim para o negócio, principalmente quando se trata de um turnover disfuncional. Se um colaborador altamente qualificado e que entrega ótimos resultados sai da empresa, a perda vai além do relacionamento, pois acaba afetando a produtividade de todos.

Além disso, a empresa terá que dar início a um novo processo seletivo, capacitar o novo profissional, gerando custos e tempo. 

Principais causas do turnover 

  • Ambiente tóxico
  • Salários abaixo da média
  • Condições ruins de trabalho 
  • Falta de plano de carreira
  • Não oferecer feedback e reconhecimento 
  • Não dar a oportunidade de treinamentos e capacitações
  • Gestores com comportamento inadequado
  • Carga horária elevada
  • Não dar opção de trabalho remoto 
  • Benefícios pouco atrativos 

Dicas para reduzir o turnover

1 – Reavalie o processo seletivo

Tudo começa no processo de seleção, pois é ele quem irá atrair o colaborador e avaliar se ele está alinhado com a cultura da empresa. Isso não significa encontrar o profissional perfeito, pois além de ilusório, faz parte da condição humana o aprimoramento constante.

Ninguém vem pronto, mas sim vai se aperfeiçoando ao longo da jornada. Porém, cabe aos recrutadores identificarem, principalmente, pessoas com empatia e que tenham qualificação para as tarefas que irão desempenhar. 

2 – Ofereça bons benefícios e salário compatível com o mercado

Outra forma de reduzir o turnover é fazer avaliações constantes a respeito da satisfação dos colaboradores sobre os benefícios e o salário. Se um colaborador não ganha o suficiente para se manter, a tendência é ele continuar procurando por melhores oportunidades.

E, como mencionamos anteriormente, uma taxa alta de rotatividade gera prejuízos para o negócio. É claro que a avaliação da taxa de turnover se dá através de diferentes aspectos, porém, empresas com taxa de até 10% estão conseguindo reter bem seus talentos, o que é muito bom. 

3 – Desenvolva um plano de carreira

Sempre que a empresa faz um planejamento e considera os interesses dos colaboradores de se desenvolverem e crescerem juntos com a organização, eles tendem a permanecer mais, reduzindo assim a rotatividade.

Empresas que não oferecem plano de carreira estão perdendo oportunidades de reter talentos e vão precisar lidar com a saída constante de pessoas. Além disso, o plano de carreira mostra que a empresa se preocupa com o colaborador e deseja que ele continue dentro do quadro de funcionários. 

4 – Ofereça um ambiente saudável 

Por último, mas não menos importante, quem é que aguenta trabalhar em um ambiente cheio de hostilidade?

As pessoas passam boa parte do tempo se dedicando ao trabalho, seja ele remoto ou presencial, o clima precisa ser saudável para que todos possam desenvolver suas atividades com tranquilidade. 

Procure também, para reduzir o turnover, realizar feedback periodicamente para que os colaboradores possam conhecer seus pontos positivos e pontos a melhorar. 

De olho no COV

Gostou das nossas dicas de como reduzir o turnover? Outro ponto para ficar de olho na empresa é a respeito do COV, que se refere ao custo que uma empresa tem por manter uma vaga em aberto. Saiba mais neste artigo


Parcerias: Curso Desenvolvimento Web