Da borracharia para a programação, a história de Samuel Nascimento

O oitavo entrevistado da coluna #CompartilhaMercado é Samuel Nascimento, o jovem de 18 anos que largou o trabalho em uma borracharia para se tornar programador

O jovem programador Samuel Nascimento

O jovem programador Samuel Nascimento é um exemplo concreto de que, com determinação é possível conquistar sonhos. É claro que, para isso, é preciso estar atento às oportunidades que surgem no meio do caminho, e foi o que Samuel fez.

Samuel teve seu primeiro contato com programação aos 12 anos

Aos 13 anos, ele começou a trabalhar na borracharia de seu irmão, Natan Nascimento, em Osasco, porém, tinha em mente que queria se tornar programador. Após fazer alguns cursos, hoje ele é desenvolvedor na MaxMilhas, startup especializada em venda de passagens aéreas.

Apaixonado por Minecraft, teve o seu primeiro contato com tecnologia aos 12 anos, customizando plugins no jogo.

“No jogo, eu podia criar meu servidor, mas pra ter gente dentro dele, tinha que deixar tudo bem legal e comecei a fazer esses plugins”, conta.

Depois dessa primeira experiência, deixou um pouco de lado o universo da programação por uns três anos. Mas, um novo chamado surgiu e ele decidiu fazer um curso de Python com o Gustavo Guanabara. “Eu ia ser programador, sabia que era algo pra mim”, enfatiza. 

Enquanto isso na borracharia… 

Samuel e seu irmão dividiam o interesse por tecnologia durante o trabalho na borracharia. Ele conta que, todo cliente que chegava com cara que era da área de TI, ele puxava conversa com o intuito de fazer um networking. 

Foi assim que ele conheceu o seu tutor, Jucielton José dos Santos, que lhe falou sobre o mercado, deu dicas e sugeriu a Samuel fazer um curso de Java.

Apesar de Jucielton não ter feito nenhuma promessa, disse a Samuel que, assim que ele terminasse o curso, poderia indicar para alguma vaga.   

“Foquei no curso, estudava todo dia no período da noite. Quando terminei, apareceu uma vaga na MaxMilhas. Apliquei pelo Linkedin, participei do processo seletivo e passei”, explica.

Na MaxMilhas, Samuel atua como desenvolvedor Android em Java e Kotlin. Sua rotina se divide em estudar na parte da manhã e o trabalho como programador ocorre no período da tarde. “Consigo conciliar, porque faço home office e os horários são flexíveis.  

Desafio em ser um programador jovem

O maior desafio é estar aberto para aprender algo novo sempre. Ele conta que, em cada projeto, há problemas que vão surgir e o desenvolvedor precisa correr atrás para solucionar.

No primeiro projeto, Samuel fez tudo em Java, porém, agora está focando em Kotlin, que permite mais possibilidades. 

“Todas as áreas são interessantes, mas se fosse pra escolher eu seria back-end, embora tenha notado que atuar para mobile é bem mais fácil. 

Sonho de morar fora

Muito empenhado em conquistar o que deseja, Samuel tem como planos crescer na carreira de programador e, a longo prazo, sonha em viver uma experiência fora do país. 

Para isso, ele tem estudado inglês, além de continuar se aperfeiçoando em TI. Canadá, Estados Unidos ou algum país da Europa estão no radar do jovem, que planeja para quando terminar o ensino médio, fazer uma graduação em tecnólogo. 

E para que nada tire seu foco e atrapalhe o seu crescimento, ele conta que diminuiu o uso das redes sociais depois de notar que estava passando cerca de duas horas e meia no Instagram.

“Pensei, chega, isso não tá certo… desliguei as notificações e reduzi o tempo”, comenta. 

Dicas para quem quer começar

Samuel é direto: programação não é um bicho de sete cabeças. Segundo ele, não importa a vertente, a linguagem, tudo é uma questão de sentar, se concentrar e buscar meios de resolver o problema.

“As pessoas falam em programação e já pensam que não é pra ela, porque é muito difícil, mas é preciso entender o que está acontecendo que você consegue, sim.

Por conta do aumento do uso da internet durante a pandemia, Samuel aponta como tendência a necessidade de ter um site. “As pessoas estão se dando conta de que é importante para se manter, ter uma presença online”. 

Programadores que começaram jovens também

Gostou de conhecer um pouco sobre a história do do Samuel? Outros gênios da programação começaram cedo na profissão também. Vem conferir quem são eles!


Parcerias: Curso React Direto ao Ponto