Porque todos deveriam aprender a programar

Por questão de sobrevivência, todos deveriam aprender a programar, entenda o motivo dessa necessidade contemporânea

Linguagens de programação

Se tornar mais um conhecedor das ciências da computação é, atualmente, garantir uma boa posição no mercado de trabalho ou, melhor ainda, criar um modelo de negócio por conta própria, sem precisar passar nenhum tipo de respaldo a chefe algum.

Sejamos sinceros, os investimentos hoje, se não voltados às estruturas básicas e necessárias, são injetados em tecnologias que envolvem o conhecimento dessas ciências.

Quem nunca pensou na ideia de criar um aplicativo funcional e eficiente, não é verdade, aquele que falta?

A grande diferença está na capacidade de atuação efetiva, relocando os pensamentos do campo das ideias até a eficiência da prática. Com um conhecimento um pouco mais aprofundado na área, você pode não só agir por conta própria como encaminhar aqueles projetos emperrados de tanta gente que nunca pensou em efetivar aquela ideia única.

Afiando a mente

Mesmo atuando em outra área, aprender a programar quer dizer muito mais do que decorar códigos e afins. Um combinado de capacidades é incrementado a partir do contato diário com a programação, independente da ideia de se tornar um programador web ou qualquer coisa do tipo.

É fundamental, durante o processo de aprendizado e aplicação das ciências da computação, estar com o raciocínio calibrado. Isso se estende às outras atividades que você deve realizar na sua rotina. Depois de passar horas avaliando códigos, alternativas e possibilidades, seu cérebro ficará aguçado, como sempre escutamos falar, como um músculo de nosso corpo.

A criação de algoritmos complexos e “delicados” fará com que o seu senso crítico e perfeccionista também esteja na melhor forma possível. Não basta bolar uma boa codificação, ela deve estar perfeita para funcionar com eficiência. Encontramos aí mais uma característica que podemos absorver. Atuar sempre com exatidão e assertividade.

Além da mente aguçada, encontramos outras vantagens na prática com os algoritmos. Com a facilidade de encontrar as respostas nos sites de pesquisa e acervos online, não é todo mundo, hoje, que se empenha em resolver algum desafio um pouco mais complicado. O mundo das ciências da computação está repleto deles, assim, apenas alguém acostumado a encará-los alcançará um nível elevado na profissão ou ocupação.

Posição no mercado

Falando em profissão, já citamos aqui a possibilidade de se tornar um programador web. É de conhecimento geral que não são poucas as vagas para quem sabe lidar com os variados códigos, nos Estados Unidos, por exemplo, a ciência da computação é o nicho mais bem pago, com possibilidades variadas para todos os gostos.

Código - Programação para todos os gostos

Qualquer um que pensa em emigrar, sair do País para uma tentativa no exterior, mesmo que sem recomendação ou indicação alguma, certamente encontrará oportunidades se souber possuir habilidades na área, fazendo jus a salários dos mais altos, na América do Norte, Europa, Ásia ou Oceania. Diferentemente de graduados e habilitados em conhecimentos diferentes, que não possuem uma linguagem universal, como é a dos computadores.

Diferente do que ocorre em outras profissões, não é possível imaginar uma derrocada da função nas próximas décadas. Será fundamental, como acontece em todas as áreas, uma constante atualização, ainda assim, quem adquirir os conceitos avançados, sabendo se adaptar às evoluções, encontrará lugar cativo no mundo inteiro. Aprender as linguagens das ciências da computação não é algo simples, requer muito estudo, mas a recompensa é certa.

Implementação nas escolas

A iniciativa Hours of Code foi criada nos EUA com a intenção de expor os conceitos básicos do assunto a alunos de qualquer idade. A ideia era de passar o conteúdo através de vídeos tutorias, com estudos de duração de uma hora, para que todos os interessados aprendessem programação de forma simples e didática. Com o envolvimento de estudiosos e personalidades de todas as áreas, o programa cresceu e tomou forma mundial, sendo oferecido através de uma plataforma por entusiastas do mundo inteiro.

Há quem diga que programação é o novo “inglês”, analogia que implica na necessidade de estar por dentro de um conhecimento fundamental no sistema que criamos. Sem habilidades na área, você pode ser facilmente ultrapassado por qualquer um que saiba conduzir sistemas básicos. Não é segredo que, quase que 100% de nossas atividades, profissionais ou não, exigem algum aparato tecnológico, de forma direta ou indireta.

O conceito incentivado há cinco anos é o de, ao invés de apenas jogar um videogame, entender como ele funciona, quais são os seus mecanismos e, à medida que você vai desenvolvendo as habilidades na área, quem sabe até criar um, mesmo que básico. Não basta, hoje, participar de forma passiva na evolução tecnológica, é preciso se colocar dentro desse mundo, obtendo assim a possibilidade e influenciar e mudar direções.

Os tutoriais são setorizados para especificar a utilização do material. Se você é um professor e deseja transmitir ensinamentos sobre Java e linguagens variadas, pode consultar conteúdos específicos para serem repassados aos alunos. Os que chegam para estudar de forma autodidata podem entrar na sessão Learn, conferindo os tutorias por conta própria, sem que haja problema ou complicação alguma.

Escolas de programação online

Todos os tipos de conhecimento são compartilhados e divulgados na internet, invariavelmente, basta uma pesquisa para entrar de cabeça em qualquer assunto. Ainda assim, devemos concordar que é muito mais fácil aprender alguma coisa nova quando há alguém explicando os detalhes, os segredos de determinados assuntos. Algumas coisas podem parecer absurdamente complicadas em um primeiro olhar, mas depois de alguns “macetes”, encontramos o caminho.

O conteúdo computacional é, realmente, bem complexo e diversificado, algumas aulas esporádicas na internet não serão o suficiente, mas quando você encontra um material concentrado, reunido e dissecado por especialistas, fica muito mais fácil.

É exatamente essa a proposta de alguns dos websites mais conhecidos no planeta. Consultando um desses quatro portais (ou todos, por que não?), você pode facilmente nortear os seus estudos e o seu aprendizado: Code Amademy; Code School, LearnCafé e o já citado Hours of Code. Todos eles, cada um ao seu jeito, oferecem tutoriais, aulas e debates para que você evolua.

Você também pode entrar na lista de espera da NewRiide para aprender desde o básico.

Após alguns dias de treinamento e aprendizado, você vai entender perfeitamente o porquê todos deveriam aprender a programar. Basta aplicar uma horinha do seu dia, frequentemente, para se tornar capaz de realizar alterações e criações do seu próprio gosto, no contexto tecnológico que já é uma realidade poderosa. Ignorar as ciências da computação pode significar algumas portas fechadas no futuro.

Linha de frente nas inovações

Elaboramos ao longo do texto alguns argumentos para que você, se já não é mais um entendido no assunto, tome gosto e coragem para criar mais essa competência. Qualquer empresa, em qualquer ramo, procura por profissionais que tenham habilidades com os softwares computacionais, dos mais básicos aos avançados, se você tiver esse diferencial, será visto com outros olhos.

Quem sabe se, ao estabelecer um nível interessante, você não decida tomar iniciativas e criar os seus próprios projetos. É importante salientar que muitos dos casos de sucesso surgem exatamente dessa forma, com mentes curiosas começando com linhas básicas de programação, buscando incessantemente o aprimoramento até chegar em condições de rentabilizar e inovar em diversos setores. Com a popularidade dos aplicativos, basta uma boa ideia e capacidade de desenvolvimento para colocar um projeto em prática.

Outras vantagens de se tornar um programador

Com o tempo, você vai adquirindo alguns costumes e hábitos que serão de grande utilidade no seu dia a dia. Encarar os problemas com uma mentalidade forte e determinada é uma dessas habilidades, devido a necessidade de desenrolar complicações ao longo dos processos de programação. Não são problemáticas simples, exigem concentração e inteligência, fazendo com que o responsável pela solução evolua, encontre a saída.

O programador começa a enxergar pequenas soluções dentro de um problema grande, separando-o por etapas. Depois de encontrar as pequenas soluções, fica automaticamente mais perto da resolução final.

Da mesma forma que soluciona problemas, o programador passa a ser mais efetivo durante as tarefas do dia, não apenas em frente ao computador. Para alguém que trabalha com ciências da computação, procrastinar é uma atitude extremamente danosa. Como já deixamos bem claro, o foco deve ser total no que está sendo feito naquele momento.

Com a velocidade nas mudanças na área da tecnologia, um cientista da informática deve manter-se estudando e se atualizando. Apenas assim ele manterá uma boa posição no mercado de trabalho. Com todas as ferramentas à disposição de todos, a competição também acaba se tornando maior. Com ótimas remunerações e muitas vagas no mercado de trabalho, não são poucos os que querem se tornar um programador web.

Aliamos tudo o que já foi dito com a prática da criatividade para elaborar os mais variados conteúdos, de jogos a aplicativos de utilidade geral. Com o tempo e com a prática, novas soluções sairão de forma quase que automatizada de dentro de sua cabeça. O hábito é, sem dúvida alguma, um ótimo assistente ao talento e à capacidade.

Por que todos deveriam aprender a programar?

Não precisamos ser tão radicais, a programação não tomará o lugar de um idioma mundial tão cedo, mas devemos encarar o fato de que quase tudo, hoje, é digitalizado.

Optar por ignorar tudo o que faz parte desse mundo pode ser perigoso, até pelo fato da vulnerabilidade nos dados e informações que ficam armazenados nos seus aparelhos. A tendência, como podemos facilmente perceber, é que a digitalização dos serviços e atividades continue nesse ritmo intenso, por isso, é mais do que prudente estudar e passar a entender, pelo menos um pouco, da programação e ciências da computação, mesmo que você não se torne um programador por profissão.


Parcerias: Curso React Direto ao Ponto